Vencedoras da I Olimpíada de História em Itaguaí

Alunas do 9º ano escreveram sobre a preservação da Casa de Cultura de Itaguaí e levaram o primeiro prêmio

  • Nesta semana, foi divulgado o resultado da I Olimpíada de História do Brasil no município de Itaguaí. Saiu vitoriosa uma equipe do 9° ano do colégio estadual Fazenda Santa Cândida, formada pelas alunas Jeane de Oliveira, Camila Santos e Jessyca Coelho, e coordenada pela professora Janaína Diniz.

    Na última fase da competição, que mobilizou mais de 300 alunos da rede pública da cidade fluminense, os dez grupos mais bem colocados se dispuseram a confeccionar um jornal histórico, que deveria conter uma reportagem sobre a história da cidade com base em um monumento local; uma entrevista com um morador antigo da região; e uma seção "antes e depois", a qual compararia duas imagens da cidade - uma antiga e outra atual da mesma localidade. As três equipes vencedoras ganharão uma assinatura gratuita da Revista de História. Confira as demais vencedoras: http://olimpiadahistoria.blogspot.com/

    Os organizadores do evento encaminharam para a Revista de História o trabalho campeão, chamado “Jornal Resgate Cultural”, que traz um texto sobre a Casa de Cultura de Itaguaí, localizada em uma antiga estação ferroviária. Para parabenizar o trio vencedor, publicamos “Cultura reservada na Casa de Cultura de Itaguaí”, na íntegra, abaixo:

    Imagem atual da Casa de Cultura de Itaguaí. Fonte: http://www.itaguai.net.brA Casa de Cultura de Itaguaí localiza-se nas dependências da antiga Estação Ferroviária. Foi inaugurada em 1910 e suas composições faziam o trajeto da Central do Brasil até Mangaratiba, onde funcionou normalmente até 1980. Após esse período, entrou em decadência durante vinte e cinco anos, tendo sido cruelmente depredada e exposta ao vandalismo. Depois de muito sofrer, a Estação Ferroviária, pertencente ao patrimônio histórico desde o ano de 1910, passou por uma longa reforma e, finalmente, em 13 de fevereiro de 2006, renasceu com uma nova missão: abrigar a história e a cultura do município de Itaguaí.

    A Casa de Cultura é composta da seguinte estrutura: uma diretoria e quatro coordenações. O primeiro setor é o Centro de Memórias, que possui duas salas de exposição: uma com exposição permanente, contendo fotos antigas da cidade, a galeria de Prefeitos e a coleção doada por D. Pedro II. A segunda sala é reservada às exposições temporárias.

    Junto à Casa de Cultura, está a Biblioteca Machado de Assis. Essa é uma das bibliotecas mais antigas do Brasil, datada de 1880. O primeiro acervo foi doado pelo então Imperador D. Pedro II, e aguarda restauração.       

    O novo prédio, que abriga tanto a Casa de Cultura quanto a Biblioteca Machado de Assis, foi um merecido presente dado à Cidade de Itaguaí. Sua estrutura, que alia o passado ao presente, proporciona o contato com as memórias da cidade além de ações culturais e eventos populares.

    Com isso, o povo itaguaiense sai ganhando em termos culturais e patrimoniais. A cidade conquista a cada dia mais uma parte de sua história e sabe que poderá contar com o apoio da Casa de Cultura para preservá-la e transmiti-la às futuras gerações.

Compartilhe

Comentários (0)