Que venham os estreantes

Mais de três mil centros culturais participarão da nona edição da Semana de Museus, de 16 a 22 de maio

Cristina Romanelli

  • Em janeiro deste ano, a cidade de Portel, no Pará, ganhou seu primeiro museu municipal. Aproveitou o embalo e também se inscreveu na Semana de Museus, de 16 a 22 de maio, quando oferecerá palestras e cursos, apresentará um documentário e organizará um sarau. A cidade não é a única estreante no evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Em sua nona edição, ele está batendo um recorde, com mais de três mil espaços de cultura inscritos.

    Em Aparecida do Rio Negro, bem no meio de Tocantins, as atrações estarão no Museu de Artes e Ciências, criado por um físico norte-americano que viveu ali. “Todos são voluntários, por isso o museu só abre no fim de semana. Mas na Semana de Museus vamos abrir todos os dias para expor o trabalho de moradores, professores e alunos, que resgataram a história da cidade em fotografias, entrevistas e coleta de objetos”, conta Marize Marinho, responsável pelo espaço.

    A Estação Ferroviária Mathilde, em Alfredo Chaves, no Espírito Santo, também está estreando. O prédio de 1910, reinaugurado ano passado como centro cultural, vai exibir documentários, objetos e fotos antigas, que contam a história da linha de trem e da população local. Na mesma semana, ocorrerá ali o primeiro Simpósio de Arte do estado, durante o qual será lançado o livro Memórias de um leitor de poesias, de Antonio Carlos Secchin, membro da Academia Brasileira de Letras.

Compartilhe

Comentários (0)