O desenhista de Peter Lund

Centro de Arqueologia exibe principais pinturas de Peter Andreas Brandt, que mapeou e ilustrou descobertas de Lund na Lagoa Santa

  • No mês que a Revista de História traz um dossiê em sua capa sobre arqueologia, um evento em Minas Gerais complementa as informações dos artigos e entrevistas. Em Lagoa Santa, o Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire exibe uma mostra sobre um dos principais responsáveis pela divulgação do trabalho do dinamarquês Peter Wilhelm Lund.

    Se foi Lund quem, nas grutas da região de Lagoa Santa, descobriu fósseis de animais extintos e restos de 30 humanos de várias idades, comprovando a coexistência desses humanos com animais da Idade do Gelo, ainda no século XIX, foi Peter Andreas Brandt quem mapeou e ilustrou essas descobertas.

    O norueguês tinha chegado ao Brasil 1834 e do Novo Continente nunca mais saiu. Trabalhou com Lund por 27 anos, e foram os melhores amigos, até o fim das suas vidas.

    Vasilhame Cerâmico da exposição em Cascaval: Peça de uso cotidiano, com a face externa marcada com decoração típica dos grupos Tupiguarani / Foto Salette Bramatti - DivulgaçãoA exposição tem uma série de painéis com cópias em acrílicos ampliadas de suas principais pinturas.  Também é possível assistir a um vídeo com imagens da passagem de Brandt por Lagoa Santa e de seu trabalho. Fica até o dia 15 de setembro, com entrada gratuita, das 8h30 às 17h30 de segunda à sexta. Sábados e domingos, o horário é de 8h ao meio dia. Grupos maiores devem agendar visita. Mais informações pelo telefone 31-36818755 ou pelo email caale@lagoasanta.mg.gov.br.

    Uma outra exposição, dessa vez no Paraná, vai exibir o acervo do Museu Histórico Celso Formighieri Sperança, em Cascavel. São lâminas de machado, pilões de pedra e vasos de cerâmica feitos pelos povos Kaingangues e Guaranis, antigos habitantes da região. Fica até o fim de agosto. Mais informações podem ser obtidas pelo email: museuhistorico@cascavel.pr.gov.br.

Compartilhe

Comentários (0)